Woody Allen

 

Nascido no dia 1 de dezembro de 1935, de pais de origem judaica e avós imigrantes judeus, de origem alemã. Além de cineasta e ator Allen é também escritor, roteirista e clarinetista de jazz. Allan Stewart Königsberg (vulgo Wood Allen) desde pequeno já se envolvia no mundo do entretenimento. Aos 15 anos, já como Woody Allen, o jovem começou a escrever para colunas de jornais e programas de rádio.

Woody Allen começou a carreira escrevendo roteiros para outros comediantes e fazendo espetáculos em shows noturnos. Em 1969, começou a escrever roteiros para seus próprios filmes, onde passou também a atuar. Seus primeiro trabalhos, “Um Assaltante bem Trapalhão” (1969) e “Sonhos de um Sedutor” (1972) já demonstravam seu talento seu cômico.

O primeiro filme premiado de Woody Allen foi Annie Hall (no Brasil, Noivo Neurótico, Noiva Nervosa, 1977),[3] que recebeu quatro Oscars (três para Allen, de melhor filme, roteiro e direção, e um para Diane Keaton, de melhor atriz).

Nova Iorque é o cenário de praticamente todos os seus filmes e lá é rodado outro clássico do cineasta, Manhattan, que recebeu diversos prêmios e conta com as presenças de Meryl Streep e, novamente, Diane Keaton, com quem se relacionou por um tempo.

A vida amorosa de Allen sempre deu o que falar à imprensa. Antes da fama, Woody Allen já havia tido dois casamentos e, por consequência, dois divórcios, com Harlene Rosen e Louise Lasser (divorciou-se em 1969). Depois da fama, namorou várias importantes atrizes, que sempre ficavam com os papéis principais de seus filmes, até se firmar com Mia Farrow. Com a atriz teve um relacionamento de 1980 até 1992, quando começou um polêmico relacionamento com Soon Yi, filha adotiva de Mia com Andre Previn, com quem se casou em 1997.

Dirigindo, escrevendo e atuando a maioria de seus filmes, Woody Allen encarna, na maioria das vezes, um judeu nova-iorquino neurótico e fracassado. Com alguns filmes otimistas e outros nem tanto, o cineasta consegue repetir os temas sem parecer repetitivo. Nesta linha, dirigiu filmes como: A Midsummer Night’s Sex Comedy (Sonhos Eróticos Numa Noite de Verão), Crimes and Misdemeanors (Crimes e Pecados), Manhattan Murder Mystery (Um Misterioso Assassinato em Manhattan), Everyone Says I Love You (Todos Dizem Eu te Amo), Deconstructing Harry (Desconstruindo Harry), em Portugal, Bullets over Broadway (Tiros na Broadway), The Purple Rose of Cairo (A Rosa Púrpura do Cairo).

Além do cinema

Além de escrever roteiros e argumentos, atuar e dirigir Woddy também se dedica à literatura. No Brasil são conhecidos os seguintes títulos: Fora de órbita, Cuca fundida e Sem plumas.

Em 1990, Woody uniu-se a Martin Scorsese e Stanley Kubrick e fundaram a Film Foundation, organização dedicada à preservação da memória do cinema americano.

Woody Allen se descreve da seguinte maneira “As pessoas sempre se enganam em duas coisas sobre mim: pensam que sou um intelectual (porque uso óculos) e que sou um artista (porque meus filmes sempre perdem dinheiro)”.

Deixe uma resposta