Pablo Picasso

Um dos principais artistas que marcaram o século XX, o espanhol Pablo Picasso exerceu grande influência na cultura de sua época e ainda de várias gerações futuras.

 

Nascido na Espanha, ainda no século XIX, em 1881, na cidade de Málaga, teve o privilégio de ter um pai pintor e professor de desenhos. Seu pai gostava de pintar pombos em uma praça chamada la Merced e geralmente pedia para o filho terminar os quadros. Nessa atmosfera, desenvolveu habilidade para a arte e desde a infância aprendeu a criar desenhos e pintar. Sua primeira obra, ainda preservada, era um óleo sobre madeira, pintada aos oito anos e tinha o nome de “O Toureiro”. Aos 13 anos já produzia quadros e aos 15, já havia produzido uma obra, chamada de “A primeira Comunhão”, considerado de alto talento.

Não teve uma vida muito feliz, pois vivia com dificuldades devido à pobreza de sua família. Mas finalmente com a sua extensa obra e variedade de estilo, teve sucesso na vida adulta e começou a ganhar dinheiro. Nesse começo da vida adulta, suas obras tinham um peculiar tom escuro, recheado de cores frias. Era a fase Azul. Influencia dos clássicos do pintor El Greco. Isso passou uma sensação sombria dolorida e triste. Essa fase foi denominada de fase Azul.

O Guitarrista

Quando foi morar em Paris, conheceu um artista chamado Paul Césanne e então inicia a fase Rosa. Dava a impressão de que sua vida estava melhorando, pois tinham aspectos alegres e até circenses. Nessa fase Rosa há abundância de tons de rosa e vermelho, caracterizada pela presença de acrobatas, dançarinos, arlequins, artistas de circo e artistas de circo. Foi nessa época também que ele começou a trabalhar com esculturas.

Os Acrobatas (The Acrobats)

Após 1907, entra em contato com o Cubismo e inicia segundo os especialistas sua fase Negra. O nome dessa fase se dá pela ênfase de uma visão sobrenatural do mundo, retratando a decomposição da realidade humana. Cada fase estava ligado às sua emoções e estilo de vida.

Aliou-se ao intenso movimento político que acontecia durante a Primeira Guerra Mundial. Nesse período, apaixonou-se por Olga Koklova, uma bailarina. Casaram-se em 12 de julho de 1918. Neste período o artista já se tornara conhecido e era um artista da sociedade. Quando Olga engravidou, criou uma série de pinturas de mães com filhos.

Em 1936, durante a Guerra Civil espanhola, filia-se ao partido Comunista e lá retratou os horrores da guerra. Era um amante da fotografia. A fotografia o auxiliou no trato com a pintura como na obra Guernica ( criada nessa mesma época ) onde 36 imagens fotográficas foram o ponto de partida para a pintura.

Guernica

No começo da segunda Guerra dedica-se às esculturas de Cerâmica e inicia um novo trabalho, que eram as gravações de letras e desenhos em esculturas. Elas receberam vários nomes e estilos, tais como: Água-forte, Água-tinta, Ponta-seca, Litogravura e Gravura sobre Linóleo Colorido.

Em 1968, aos 87 anos, produziu em sete meses uma série de 347 gravuras recuperando os temas da juventude: o circo, as touradas, o teatro e as situações eróticas.

Anos mais tarde, uma operação na próstata e da vesícula, além da visão deficiente, põe fim às suas atividades. Como uma honra especial a ele, no seu 90ª aniversário, são comemorados com exposições na grande galeria do Museu do Louvre. Torna-se assim o primeiro artista vivo a expor os seus trabalhos no famoso museu francês. Pablo Picasso morreu a 8 de abril de 1973 em Mougins, França com 91 anos de idade.

 

Por Wendell E. Santos

 

 

 

Fontes: Sites: Sua pesquisa; Infoescola e Escritório da Arte

Deixe uma resposta